Fiz o cara casado de putinha


Olá, meu nome é “Luan” tenho 23 anos sou gordo, alto, com pelos e não sou o padrão que as pessoas acham bonito.
A historia que eu vou contar aconteceu com um garoto que conheci em em um bate papo, vou chama-lo de Paulo pra efeito de identificação. Paulo é um garoto muito bonito do tipo que pega geral, moreno, não muito alto, magro com um corpo meio atlético e bem gostoso pra falar melhor. É um cara sortudo porque tem uma bunda grande bem gostosa e também um pau enorme de um 20 cm ou mais, a bunda é bem redondinha e empinada e o pau é lindo da gosto de ver.]
Um dia estava de boa sem fazer nada tinha acabado de começar minhas experiencias com garotos e devia ter uns 19 anos, me descobri ativo, gostava muito de ser mamado e resolvi procurar alguém pra fazer isso, não foi muito fácil porque geralmente a maioria dos caras que eu conversava gostava de pauzão e o meu apesar de ser bonito é pequeno deve ter uns 15 cm. Já estava meio sem esperança e de repente vem um carinha conversar comigo o Paulo, temos mais ou menos a mesma idade então na época ele devia ter uns 20 anos, a conversa se estendeu, chegou na putaria e ele me disse que queria alguém pra ser amigo de confiança e pegar ele de jeito.

O tempo passou e a gente conversando, contando todas as histórias de putaria que tínhamos heteros, ate que um dia deu certo de nos encontrarmos, era de manha e eu tinha acabado de chegar de viagem quando ele me pegou na esquina da minha casa pra irmos pro motel, eu sabia que ele era comprometido e estava meio preocupado e com a consciência pesada sobre isso, mas quando entrei no carro aquele garoto de um sorriso lindo, com dentes perfeitos e de roupa de jogar futebol com aquele short curto aparecendo as pernas que eram lindas, então me rendi ao tesão, começamos a conversar envergonhados e partimos pro motel.
Chegando no motel quando saímos do carro ainda na garagem vi ele de pé com aquele corpo gostoso e tentei o beijar, nos beijamos um pouco só o beijo não foi muito bom e descobri que era porque pra macho ele só queria guardar as safadezas maiores.
Entrando no quarto ele me perguntou se eu não ia tirar a roupa e me falou que tinha porno na TV se eu não queria assistir enquanto ele tomava um banho, então ele entrou pro banheiro e fiquei ali na cama nu com o porno me excitando um pouco, mas o porno era hetero e naquele momento eu só conseguia pensar em um macho chupando meu pau. Quando ele saiu do banheiro totalmente nu só com a toalha enxugando suas partes baixas o tesão tomou conta de mim e quando ele tirou a toalha e vi aquele pau lindo, de macho comedor que hj seria minha presa, meu pau já ficou em ponto de bala e todo meladinho.
Paulo se aproximou da cama com um sorriso safado e ficou de quatro com a cabeça perto do meu pau, olhou e me disse:
– Nunca fiz isso antes.
Perguntei:
– E você quer fazer?
Ele sem me dar mais resposta secou com a toalha o meu pau que tava meladinho kkk e começou a passar a língua na cabeça com cara de safado, ele era uma putinha na cama, disse que queria ser chamado disso e confirmei no momento que ele começou a chupar meu pau de uma maneira que ninguém nunca tinha me chupado na vida. Aquela boca quente com uma língua gostosa que fazia os movimentos certos, engolia meu pau com maior vontade, cheguei a duvidar que era sua primeira vez e ele continuou olhando pra mim com aquela cara de putinha safada perguntando se eu tava gostando, peguei a cabeça dele e comecei forçar mais e mais contra meu pau que ele engolia e passava a língua em tudo com a maior destreza.
Ficamos um tempo naquela chupada gostosa enquanto eu via aquela bunda empinada quando perguntei pra ele:
– Você quer fazer igual conversamos e ser minha putinha, ein minha gostosinha. Quer sentar gostoso na minha rola igual vc disse que tinha vontade.
Ele só respondeu:
– Vem mas pra baixo na cama que eu quero tentar sentar.
Ele já todo pronto trouxe creme lubrificante e enquanto eu colocava a camisinha ele se preparava pra sentar gostoso na minha rola. Ele se aproximou, deu uma salivada no meu pau virou de costas e empinou bem a bunda na minha cara de forma a conseguir ver aquele cozinho virgem de repente começou a guiar meu pau na portinha do seu cuzinho sem me deixar fazer nada realizando todo o trabalho. Ele foi com cuidado colocando meu pau no seu buraco de forma a sentar devagarzinho deixando cada centímetro entrar e se acostumar.
Dando uma risadinha meio safada ele disse:
– Tá doendo meu cuzinho virgem.
Eu perguntei se queria parar e só balançou a cabeça que não, virou pra mim e fez uma cara de safado mordendo os lábios.
– Eu vou sentar gostoso só tô me acostumando – ele disse já com meu pau todo dentro dele.
Com uns gemindinhos e suspiros ele começou a dar uma reboladinha com o pau todo dentro dele, mas com cuidado pra não doer que ele estava. Só que de repente ele se empolgou e começou o movimento de sentar, ele foi sentando gostoso ate o momento que começou a cavalgar e rebolava muito gostoso no meu pau como se já fizesse isso a vida toda. Enquanto ele rebolava e cavalgava, batia uma punheta naquela pau gostoso dele que eu só via pelo reflexo mas estava duro de tesão. Ele começou a gemer e me falou pra avisar quando fosse gozar que ia querer que eu gozasse na sua cara.
– Eu demoro pra gozar pode se divertir sentando nesse pau o quanto quiser ele é todo seu.
Depois de uns 20 minutos ou mais sentando e gemendo gostoso no meu pau ele recebeu uma ligação e tivemos que acabar com a brincadeira sem nem eu encher a cara e a boca dele de porra. Mas ele tava extasiado não queria parar de sentar e quanto tava saindo ainda pediu pra sentar mais um pouquinho. Não faltou oportunidade pra gozar e fazer muito mais loucuras com aquela putinha, afinal ela era minha e eu aproveitei sua safadeza ainda muitas vezes, que são histórias pra outros contos se vocês gostarem.

Deixe um comentário

CAPTCHA



Online porn video at mobile phone